quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Mas depois há dias que começam assim

Hoje, assim que estacionei o carro no parque da escola o meu filho diz-me: Mamã está ali uma abelha. Eu, ao mesmo tempo que procuro a dita que por aqui há muitas, pergunto-lhe, onde? mas nem foi preciso esperar pela resposta. À nossa frente está uma senhora parada à conversa com outra, vestida com umas calças pretas, assim para o apertado e um camisolão de listras largas, amarelas e pretas. Eu juro que para parecer a abelha maia só lhe faltavam as antenas. Claro que fomos a rir o caminho todo até à escola. E não, não nos estávamos a rir da senhora, a verdade é que parecia mesmo uma abelha.

Retirada da net

1 comentário: